Doação de Sangue

A doação de sangue ajuda a salvar vidas e, no Hospital São José, toda a população pode contribuir com esta causa. Torne-se um doador! Saiba mais:

Segurança: doar sangue é seguro. Não existe nenhum risco de contrair uma doença infecciosa doando sangue, já que o material usado é individual, descartável, apirogênico (não causa febre) e estéril. Entretanto, há um pequeno risco de que o doador possa sentir algum mal-estar durante ou logo após a doação, especialmente, nas primeiras vezes. Mas, não se preocupe! Nesses casos, os profissionais do serviço garantem total assistência. 

Idade: a atual legislação brasileira permite que se doe sangue até os 69 anos, 11 meses e 29 dias, porém, a primeira doação deve ser feita até 60 anos, 11 meses e 29 dias. Este limite visa proteger a saúde do doador. Doações autóloga, ou seja, para a própria pessoa, não contam com limite de idade.

Aguarde: quem fez endoscopia, colonoscopia e retosigmoidoscopia nos últimos seis meses deve aguardar para fazer a doação de sangue. 

Depois da doação: logo após a doação, o candidato é observado e recebe orientações para que evite esforços físicos naquele dia, além de se alimentar bem, principalmente, ingerindo líquidos. Por isso, ele recebe um lanche e, então, é liberado. Todos são orientados a entrar em contato com o Hemocentro se, nos 15 dias seguintes, apresentar sintomas como febre, ínguas, gripe ou diarreia. O objetivo é evitar que o sangue seja transfundido.

Doe: diariamente, muitas pessoas sofrem acidentes ou são internadas por diferentes doenças e necessitam de transfusões sanguíneas. O sangue humano pode servir a vários pacientes e, em muitas situações, ele é imprescindível, não podendo ser substituído por outro produto. 

Para saber mais acesse a página do Hemosc.