O risco do consumo do Narguilé

23/05/2018 - Artigos

O risco do consumo do Narguilé

O conteúdo da sua fumaça têm demonstrado diversas substância tóxicas.  Nela foram identificadas mais de 300 substâncias.

Alcatrão,  nicotina e monóxido de carbono são consideravelmente maiores na fumaça do Narguilé do que no cigarro. Compostos carbonílicos como aldeídos, formaldeídos e a acetona, os hidrocarbonetos aromáticos, dentre os quais o benzopireno, carcinogênio exemplar, as nitrosaminas, anilina, naftalina, tolueno , benzeno, mentais pesados entre tantos outros.

A exposição a fumaça do Narguilé causa efeitos deletérios sobre a função celular, causando envelhecimento precoce principalmente no ambiente pulmonar e cardiovascular. Este efeito geraram uma maior chance de infarto miocardico,  doenças coronarianas, DPOC(doença pulmonar crônica), podendo gerar câncer esofágico, gástrico e pulmonar, lesões orais, gengivais tanto infecciosas com neoplásicas.

A conclusão sobre este assunto revoga a ideia de que este ato aceito socialmente hoje em dia é inócuo. A partir da idéia científica comprovada o Narguilé têm  em muitas vezes uma maior capacidade de gerar problemas de saúde que o próprio cigarro.